Setor de serviços volta a crescer e ajuda na recuperação da economia

Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor de serviços apresentou saldo positivo no segundo trimestre do ano. Apesar de tímido, o crescimento de 0,6% no segmento contribuiu para uma alta de 0,2% no Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Os serviços são o segmento de maior peso na economia brasileira. Atividades como transportes, comércio, limpeza, alimentação, telemarketing, hospedagem e beleza podem corresponder a até 70% do PIB e em momentos de crise, costumam ser os primeiros a sentir as consequências.

Isto ocorre porque, segundo economistas, o setor engloba departamentos de consumo considerados não essenciais, além de muitas vezes também dependerem da boa fase da indústria. A retomada dever ser lenta e gradual, porém, os reflexos já são otimistas e com a chegada das festas de fim de ano, tendem a expandir ainda mais.

Fonte: G1.com

Sem comentários no momento

Deixe seu comentário