Conta de luz fica mais barata em Fevereiro

O sistema de bandeira tarifária, adotado pelo governo federal para incentivar a economia de energia, baixou sua taxa pela primeira vez. O valor para bandeira vermelha, antes de R$ 4,50, agora custa R$ 3,00 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos.

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu, em janeiro, as novas regras para cobrança das bandeiras nas contas de luz. A novidade está na criação dos patamares 1 e 2, além da redução nos custos. Sendo assim, o patamar 1 continuará com o valor de antigo, e o patamar 2 com o valor novo. A bandeira amarela cai de R$ 2,50 para R$ 1,50 no mesmo consumo de quilowatt-hora consumido.

Segundo a Aneel, a principal preocupação da agência foi em minimizar o saturamento dos reservatórios, e proporcionar a revisão da projeção de crescimento do mercado de 2,4% para 1%, o resultado da repactuação de riscos hidrológicos pelas usinas e o resultado de leilões de energia no fim do ano passado.

"A percepção de queda será de 33% no custo da bandeira, mas, apesar da melhora, haverá ainda a bandeira vermelha, que se justifica pelo estoque de energia armazenada nas hidrelétricas. No Nordeste, ainda está em 30% da média, por isso é necessário manter a bandeira vermelha. Eventualmente, ao longo de 2016, será possível alcançar a normalidade", disse Tiago Correia, diretor da Aneel.

E a empresa ainda assegura que a medida foi enérgica, porém necessária, e que durante o ano de 2015 conseguiu ajustar os cofres e gerar receita positiva para mais investimentos, e que a redução da tarifa vem para evitar distorção nos valores arrecadados - lucro extra.

image

Fonte: Jornal do Comércio

Sem comentários no momento

Deixe seu comentário